Informações e vendas: (62) 3240-2300
Portal do corretor Portal do cliente

Blog

Mais lidas

Home    /    Adão News #1: Criptomoedas, tecnologia construtiva, Metaverso e muito mais

Imprensa, Mercado Imobiliário

25/04/2022

Adão News #1: Criptomoedas, tecnologia construtiva, Metaverso e muito mais

Comece a semana com as principais notícias do mercado imobiliário e mantenha-se sempre informado.

1. Portugal regulariza venda de imóveis por criptomoedas

Criptomoedas estão cada vez mais populares e agora prometem entrar nas operações de compra e venda de imóveis. Assim como nas grandes navegações do século 15, Portugal foi pioneiro em desbravar mares desconhecidos, dessa vez no universo digital. Além de não cobrar impostos sobre ganhos de capital com valorização desses ativos, o país lusitano apresenta dois modelos de negociações imobiliárias envolvendo criptoativos. Enquanto o primeiro usa uma corretora para converter a moeda virtual para uma oficial, o segundo envolve a troca direta de criptoativos entre as partes. Além de atrair a atenção dos entusiastas das criptomoedas, o país surpreendeu as imobiliárias, que identificaram potencial nos negócios.

Leia mais em: Folha de S. Paulo

2. Pets influenciam venda e compra de imóveis

Muitos fatores influenciam o cliente na hora de escolher um imóvel e a adaptação da família é o principal deles. Curiosamente, os bichinhos de estimação vem ganhando cada vez mais peso nessa decisão e isso pode ser visto nos dados levantados pelo Creci-Regional Campinas. De acordo com a pesquisa, 70% dos novos empreendimentos no Estado de São Paulo possuem espaço pet. Outro estudo, desta vez realizado pelo QuintoAndar, revelou que os animais domésticos fazem parte da vida de 61% dos brasileiros. Como resultado disso, tanto empreendimentos de alto padrão quanto aqueles do segmento mais econômico têm se adaptado à realidade dos pais de pets.

Leia mais em: UOL

3. Inflação abre espaço para mercado de revenda

A inflação é a maior inimiga daqueles que sonham com a casa própria. Infelizmente, em 2022 esse desejo pode ser prorrogado para muitos, afinal, especialistas vêm apontando que o aumento da taxa básica de juros (Selic) pode encarecer o financiamento ao consumidor e às incorporadoras. Além disso, eventos geopolíticos, como a guerra na Ucrânia, subiram os custos da construção civil. No entanto, há quem diga que a alta será concentrada no segmento de alto padrão, afinal, é a área com mais condição de absorver o impacto. Embora essa conjuntura favoreça o aluguel, o mercado de revenda e imóveis remanescentes das construtoras também ganha espaço.

Leia mais em: O Globo

4. Plantas inteligentes são nova aposta da tecnologia construtiva

Plantas inteligentes são a nova aposta do setor imobiliário. Também chamadas de estruturas modulares, essas estruturas propõem-se a atender os diferentes momentos da vida do morador. Seja a chegada de um filho, um novo home office ou investimento em mais espaço no apartamento, a tecnologia construtiva vem ganhando espaço entre as incorporadoras. Um exemplo bem sucedido dessa abordagem foi apresentado pela startup Molegolar, uma empresa do Recife que desenvolveu módulos independentes que podem ser conectados e formar espaços que se adequam às necessidades do morador. A ideia deu tão certo que está sendo adotada por empresas paulistas, como a Tecnisa S.A. que vê bastante potencial na demanda de customização de espaços.

Leia mais em: Valor

5. Metro quadrado mais caro do país muda de endereço

Até 2021, a lista de lugares com metro quadrado mais caro do Brasil reunia exclusivamente bairros do eixo Rio-São Paulo. Contudo, surpreendentemente Balneário Camboriú passou a liderar o ranking de cidades com o metro quadrado mais caro no país. No mês de março, o levantamento realizado pelo FlipZAP+ apontou que o valor médio do m² do município de Santa Catarina custa aproximadamente R$9.888. Não sabe-se ao certo o motivo da valorização de 24% nos últimos 12 meses, mas a cidade à beira-mar conta com índices de segurança elevados e excelente mobilidade para diversas cidades do país.

Leia mais em: Exame

6. Mansão para gamers chama atenção do mercado imobiliário

Diversas empresas de outros segmentos têm apostado no mercado imobiliário e um bom exemplo disso foi o anúncio realizado pela Opera GX. Segundo a empresa, a ideia é criar uma mansão com foco no estilo de vida gamer. Indo um pouco mais além, o navegador almeja uma comunidade residencial projetada tanto para jogadores quanto criadores profissionais da indústria gamer. Apesar de recente, o anúncio despertou o interesse de vários jogadores e streamers famosos. O plano de moradia foi intitulado Opera GX Village e situa-se nas montanhas de Andorra, na Europa. Apesar da localização, a empresa garante uma internet de grande velocidade e um serviço de comida de entrega no quarto. Já pensou se a moda de condomínios fechados para gamers chega por aqui?

Leia mais em: Tudo Celular

7. Baixa do dólar propicia investimento em imóveis

Com um dos valores mais baixos do último ano, o dólar plantou uma dúvida entre os investidores brasileiros: seria esse o momento ideal para investir em imóveis nos Estados Unidos? Pois bem, para o economista Will Castro Alves, o preço do dólar abre uma oportunidade que não pode ser desprezada. Como resultado disso, os REITs (Real Estate Investment Trusts) tornaram-se atrativos para qualquer tipo de investidor. Além disso, vale ressaltar as expectativas de crescimento dos lucros de REITs que contam com uma projeção de retorno de 16% contra 9% dos últimos dois anos.

Leia mais em: E Investidor

8. Imóveis digitais chamam atenção para o Metaverso

Descrito como “a próxima fronteira da tecnologia” o Metaverso é o equivalente à chegada do homem à lua, só que no cenário digital. Embora ainda se saiba muito pouco sobre o impacto que a plataforma virtual terá sobre o mundo real, é certo que todos os setores serão influenciados pela mesma. Aliás, o segmento imobiliário já conta com um lugar de destaque no mundo Meta. Pensando nisso, elaboramos uma lista com 5 passos para você entender detalhadamente o que é o Metaverso e como ele influenciará o segmento imobiliário.

Leia mais em: Estadão

Assine nossa Newsletter no LinkedIn e acompanhe nossas redes sociais para ficar por dentro das novidades semanais da Adão News.

Voltar